Faturamento de empresas de programa de fidelidade cresce 9% em 2017

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
As empresas de fidelidade do país registraram em 2017 um faturamento bruto total de R$ 6,2 bilhões, o que representa um crescimento de 9% sobre o desempenho apurado em 2016, informou nesta quarta-feira a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (Abemf), que reúne dados das empresas Dotz, Grupo LTM, Mastercard, Multiplus, Netpoints, Smiles, TudoAzul e Visa. O avanço do faturamento das empresas de fidelidade em 2017 foi determinado pela alta do número de participantes, que aumentou 25,2% ao longo do ano e atingiu 112,2 milhões de consumidores. Com o maior número de clientes, os programas de fidelidade apresentaram crescimento na emissão de pontos/milhas, que avançou 27,7% em relação a 2016 e somou 251,6 bilhões de pontos/milhas. Os resgates atingiram 203,4 bilhões de pontos/milhas em 2017, o que representou um crescimento de 28% ante 2016. Segundo a Abemf, os bilhetes aéreos continuam sendo o maior destino dos pontos/milhas resgatados, com 72,7% das transações. De acordo com o presidente da Abemf, Roberto Chade, além da maior quantidade de participantes no mercado de fidelidade, o engajamento dos consumidores que já utilizam esse tipo de serviço também tem crescido. “As pessoas estão cada vez mais informadas e sabendo aproveitar melhor os benefícios, uma vez que as possibilidades de acúmulo e vantagens de resgate são inúmeras”, disse o executivo, também presidente da Dotz. Entre o público cadastrado nos programas de fidelidade, a maior parte concentra-se na faixa etária de 26 a 40 anos (37,6%). Em seguida, aparecem os de 41 a 60 anos, com 34,6%. Fonte: Valor Economico