Novo perfil de consumo ajuda Mestre-Cervejeiro

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
A mudança no perfil de consumo do brasileiro ajudou a rede Mestre-Cervejeiro.com a ter um salto de 81,7% no faturamento em 2016, sobre um ano antes. Para este ano, a meta é crescer mais 127,6% e faturar R$ 41 milhões. "Cada vez mais o consumidor de cervejas vem tomando conhecimento da diversidade de aromas e sabores presentes nas cervejas artesanais, e não se trata de 'moda' mas sim de uma mudança permanente no perfil de consumo", destaca Daniel Wolff, fundador da marca. De acordo com o executivo, prova disso é que o número de unidades também cresceu: a rede terminou o ano passado com 59 unidades ativas, 68,5% a mais do que no início do ano. Para este ano, a meta é atingir 100 unidades. Ao longo do ano passado, o faturamento total da rede atingiu pouco mais de R$ 18 milhões, alta de 206,3% no comparativo com 2015. Falando em perfil de consumo, em 2016 as cervejas brasileiras foram as mais compradas, representando 56% do total de vendas. "Isso deve-se não só ao aumento dos preços de produtos importados, consequência da alta do dólar, como também ao surgimento de novas microcervejarias nacionais"diz Wolff. "Somos referência nacional em diversos aspectos da Cultura da Cerveja, não apenas como ponto de venda mas também através da produção de conteúdo na forma de artigos e vídeos, contribuições com a imprensa, produção de cervejas próprias, viagens cervejeiras, e, ainda, através da participação em eventos nacionais e internacionais", pontua Wolff. Criado em 2004 a rede tem um catálogo de aproximadamente 1.000 rótulos de cervejas artesanais disponíveis para as lojas e o plano é incrementar também o aprendizado do cliente, através de conteúdos divulgados por vídeos e artigos, colaboração em revistas especializadas e workshops. Fonte:  DCI