Taco Bell cresce sem franquia e quer faturar R$ 60 mi neste ano

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
2017-08-08 Após chegar ao Brasil em setembro de 2016, a rede de fast-food especializada em culinária mexicana Taco Bell já investiu R$ 45 milhões, inaugurou 16 unidades e chegou à marca de 1 milhão de visitantes. Com foco no público jovem, a meta da empresa agora é continuar sua expansão, e faturar R$ 60 milhões neste ano. "Nossa estratégia é nos tornarmos o maior player de comida mexicana no cenário brasileiro. Não queremos abrir lojas apenas por abrir. Estamos fazendo isso aos poucos. Vamos explorar primeiro o estado de São Paulo e depois expandir para outras cidades do Sul e Sudeste, como Curitiba e Belo Horizonte", afirmou ao DCI o gerente geral do Taco Bell Brasil, Michel Chaim. Ao anunciar a chegada da marca ao Brasil, Carlos Wizard Martins, empresário à frente do projeto de internacionalização da rede norte-americana, manifestou o desejo de abrir 25 unidades até 2020. Em menos de um ano, porém, a rede já conta com 16 operações, e deve inaugurar mais quatro até o final de 2017. A expectativa agora é chegar a 45 estabelecimentos em São Paulo até 2021. Para acelerar o plano de expansão, o Taco Bell provavelmente começará a trabalhar com o modelo de franquias a partir da 25ª operação. Atualmente, o investimento médio em uma unidade está em torno de R$ 2 milhões, mas a adequação dos fornecedores do País às necessidades da rede está diminuindo esses custos. "Nós já investimos R$ 45 milhões no projeto. Como o Carlos Martins é o responsável por trazer a marca ao Brasil, existe uma possibilidade muito forte de começarmos a trabalhar com franquias em um futuro próximo. Estamos atingindo as metas e entregando os resultados. O investimento para uma nova operação caiu 37%, por causa da nacionalização dos equipamentos", diz Chaim. Estratégia de crescimento Antes de demarcar o território para a expansão nacional, o Taco Bell se espelhou em outra rede de comida mexicana: o Si Señor. Com 10 anos no País, a empresa chegou recentemente à sua 21ª operação nacional. "O Si Señor é um precursor desse mercado. Ele nos ajudou a traçar o nosso desenvolvimento no Brasil. Não vemos o Si Señor como um concorrente, e sim um complemento", comenta o executivo. Segundo um levantamento da empresa, mais de 1 milhão de pessoas já passaram em alguma das 14 primeiras unidades do Taco Bell. Para Chaim, isso é fruto do trabalho realizado nas mídias sociais e de um tempo de atendimento ágil. "Vendemos 600 mil tacos nas primeiras 14 operações. Como o nosso público é bastante jovem, de 16 a 24 anos, nossa estratégia é 95% baseada em redes sociais, como Instagram e Facebook", acrescenta. Oferecendo um cardápio com produtos como tacos, burritos, nachos e quesadilhas, o Taco Bell tenta se diferenciar das outras redes de fast-food do País; as unidades estão localizadas em pontos estratégicos da capital de São Paulo, além do litoral e do interior. Fonte: DCI