Shoppings apostam em ações especiais para elevar vendas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
2013-10-09 Na expectativa de manter o crescimento das vendas acima de 10% no chamado período de entressafra para o varejo - que começa depois do Dia dos Pais e vai até o Natal -, os shoppings de São Paulo apostam cada vez mais nas ações de marketing. Diante de um cenário de desaceleração do consumo no País, a estratégia dos centros de compras é manter investimentos, que variam entre R$ 500 mil e R$ 2 milhões, para atrair clientes. Para Luís Augusto Ildefonso, diretor de Relações Institucionais da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), esse período até o Natal se destaca em função das propagandas que buscam os consumidores. Segundo Wilson Pelizaro, diretor-superintendente do Shopping D, trata-se de uma período crítico para os shoppings. "Isso fica mais claro por causa da economia estagnada. Quando há uma condição favorável, ainda conseguimos superar esse período", diz. Para despertar a atenção dos frequentadores, o empreendimento situado às margens do Rio Tietê aproveitou até mesmo o Dia Internacional da Água para a realização de um ação de marketing. "Apesar das dificuldades, o shopping possui metas positivas, que objetivam atingir entre 12% e 15% de aumento das vendas e entre 10% e 15% no aumento de público", afirma. Com investimento estimado de R$ 500 mil, o Complexo Comercial Tatuapé - Shopping Metrô Tatuapé e Shopping Metrô Boulevard Tatuapé - destaca a apresentação especial da campanha de primavera-verão com o sorteio de quatro automóveis entre os consumidores que fizerem compras acima de R$ 350. "O mês de outubro não é um período aquecido de vendas, com exceção do segmento infantil, que trabalha o Dia da Criança. Por isso as ações promocionais são importantes", afirma Sylvia Navarro, gerente de marketing do Complexo Comercial Tatuapé. "Todo o mercado varejista nacional sentiu um período de desaceleração das vendas. Tivemos uma queda, mas as ações não são em virtude deste motivo, pois compõem as estratégias do ano", acrescenta a executiva. De acordo com Sylvia Navarro, a campanha tem o objetivo de aumentar entre 12% e 15% as vendas dos lojistas, que mostram ao público suas coleções aos consumidores. "Nos últimos dois anos começamos a desenvolver ações promocionais neste período e realizamos sorteios para os consumidores, justamente, para alavancar as vendas antes do período natalino", explica. Em meio às incertezas, a expectativa para a melhor data do calendário varejista - o Natal - se mantém positiva, com projeção de investimentos de R$ 2,5 milhões para as ações que abrangem o período. "Planejamos um bom período de vendas, pois as pessoas compram pelo coração. Talvez não consigamos atingir os 15% de crescimento projetados, mas acredito que neste ano teremos uma elevação de 10% nas vendas em relação ao ano passado", afirma a executiva. Com expectativa de incremento nas vendas de 6% em comparação com o mesmo período de 2012, o Centro Comercial Aricanduva mantém otimismo para o período. "O brasileiro ainda está com a renda melhor em relação aos anos anteriores. O público B e C ainda é muito volumoso e como somos um centro diversificado acabamos não sofrendo essa sazonalidade. Tem gente endividada, mas ainda há muitos consumidores ávidos pelas compras", diz Marcos Sérgio, superintendente do shopping. Com mais de 500 opções em lojas, o centro de compras oferece alternativas temáticas e convencionais e recebe, em média, 4,5 milhões de pessoas por mês. Destes, 70% circulam por todos os empreendimentos do grupo. "Somos otimistas com datas sazonais, pois temos um volume maior de público. A cada dia nos esforçamos para tratar este público ainda melhor porque, com o passar do tempo, esse público está mais exigente", acrescenta. Segundo o executivo, a projeção de investimentos em estratégias de marketing será mantida como no ano passado, quando as ações somaram uma média de R$ 2 milhões. "Esse montante será revertido para a ação de Natal do empreendimento, período para o qual também projetamos uma elevação de 6% nas vendas", conclui. Para Miriam Cassarolli, gerente-geral do Shopping Praça da Moça, o centro de compras tem obtido uma performance positiva durante o ano e a previsão estimada de crescimento se mantém em 15% em vendas. Com destaque para as ações natalinas, o shopping center anuncia investimentos de R$ 600 mil. A ideia é despertar a atenção de seus frequentadores com uma decoração de Natal especial, que contará com o tema "Surpresa de Natal". "Para comemorar o Natal e finalizar a campanha iniciada em julho, o shopping sorteará uma BMW 116i - um sonho de consumo para milhares de pessoas - e temos certeza de que contaremos com uma evolução tanto de movimento quanto de vendas neste período. Somos otimistas: teremos mais um encerramento de ano positivo em 2013", acrescenta a executiva. Fonte: DCI